Imobiliária em Belo Horizonte
atendimento@rscorretordeimoveis.com

Notícias do mercado imobiliário

INTERNET, A VITRINE DO CORRETOR DE IMÓVEIS




Olá, hoje
quero falar, ou seja, escrever, sobre o conflito da interne e o corretor de
imóveis, não quero generalizar, longe disso, mas alguns corretores e
imobiliárias parece não entender a força da internet, como ela é importante
para fazer a ligação entre o cliente e os corretores ou imobiliárias.



Os clientes
estão cada vez mais ligados em sites imobiliários, isso é fato, são poucos que
procuram imóvel pelo jornal, até mesmo pela comodidade da internet onde além de
trazer informações, traz também imagens internas e externas do imóvel. Indo por
esse caminho, quero dizer que a imobiliária ou o corretor de imóveis que fizer
diferente vai se tornar referencia na localização que atua, porque o que vemos
é fotos sem foco, cortada, com descrição mal feita, etc.



O cliente
não lê primeiro e depois vê as fotos, pelo contrário o que chama atenção é o
visual, depois ele vai ler e saber se a descrição tem haver com o que
representa as fotos. Vou fazer aqui algumas colocações sobre esse assunto com intuito
de ajudar a ser diferente nesse mercado competitivo.



1)      Hoje temos várias máquinas digitais de
boas resoluções com preços baixos, para facilitar o trabalho do corretor de
imóveis, portanto você pode apagar a foto que não ficou boa na hora ou tirar
várias fotos e no seu escritório selecionar as melhores para ir ao site, mas
parece que a preguiça é tanta de dar mais um clique que sai fotos sem ângulo,
sem foco, pela metade e vai para o site do jeito que chega ao escritório,
desvalorizando o imóvel que é a sua vitrine é o seu artigo de venda.



2)      Vamos colocar as fotos em uma
sequencia, como se você estivesse entrando no imóvel, passando essa sensação
para o seu cliente.



3)      Depois das fotos colocadas em ordem,
faça uma descrição coerente com a foto, dando detalhes que às vezes pela fotos
não percebe, como tipo de piso, rebaixamento de teto, cor dos armários, etc. Se
houver algum diferencial destaque-o.
 



4)      Aproveitando a máquina digital, vamos
fazer também um vídeo o imóvel, como se o cliente estivesse entrando no imóvel
e indo a cada cômodo observando cada detalhe, depois leva para o escritório,
edita, coloca uma música de fundo, isso enriquece a sua apresentação.



São pequenas
ponderações entre tantas que quando você faz alguma pesquisa de imóveis, você
verifica essas diferenças. Ai que você entra, fazendo um trabalho diferenciado
no mercado e se tornando referência para muitos na sua área de atuação.



Vamos
combinar que tem muitos imóveis lindos sendo desvalorizados nas fotos e nas
descrições de alguns sites imobiliários e corretor colocando culpa no mercado
porque não vende. Levando em consideração que o primeiro contato com do cliente
com o imóvel é pela internet, isso acontece quase 100%, por alguns motivos que
já falamos sobre isso, então, na hora da escolha e da descrição ele já
selecionou o que acha que seja do seu interesse ou não, se o seu imóvel não for
bem apresentável, ele já exclui sem ligar para tirar dúvidas.



O cliente
não liga para o corretor para saber o que ele quis dizer com aquilo que
escreveu sobre o imóvel ou perguntar o que é aquilo na foto, ele vê, lê e
inclui ou não na sua lista de visita.



Corretor de
imóvel, a internet não é sua inimiga, porque estou dizendo isso, quando o
cliente entra em contato sobre o respectivo imóvel, ele já viu as fotos, leu a
descrição e se interessou, então a internet funcionou como sua vitrine, já
existe a possibilidade de venda de 50%, ele agora quer ver tudo isso in loco,
poder tirar as dúvidas, ele quer ser bem tratado, se sentir bem no imóvel,
verificar que o sonho é real e possível, pelo amor de Deus não jogue fora os
outros 50%, não destrua o que foi conquistado.



Então pra
fechar, vamos fazer do site, uma vitrine, o seu artigo de venda é imóvel, a
apresentação dela são as fotos e descrição, vamos tirar fotos mais claras,
objetivas, com foco, uma descrição rica de detalhes enriquecedor, com sugestões
de ambientes, porque não.



Abraço,



 



Renato
Sathler

29/11/2016

Últimas notícias